06/08/09

O meu Bairro em Imagens

Esta é a minha Rua, a Rua Vereador Prazeres. Nela morei 6 anos (outros 7 anos foram na Rua do Lobito). Foi nesta rua que cresci, brinquei, corri de trotinete e de carros de rolamentos em volta das Bombas de Gasolina que se vê na imagem e jogava à bola no passeio frente à Casa Lisboa. Aqui fiz muitos amigos que ainda hoje os recordo. Era daqui, desta rua, que íamos até às barrocas "voar" para a areia branca. Foi aqui nesta rua, que aprendi a gostar desta terra vermelha, foi aqui que tudo começou!



Ao clicarem nesta imagem irá abrir-se um mapa, o mapa do meu Bairro. Está numerado e tem uns pontos. Basta lá passar o "rato" e irão ver imagens de S. Paulo. Se seguirem a ordem numérica irão passear por S. Paulo como se fossem vocês a lá estar. Como está o nosso Bairro não importa. Estão lá as nossas ruas e isso é que faz parte das nossas memórias, o resto é África.

Outros mapas se seguirão. Os meus agradecimentos ao Dimas Neto, à Afrodite e ao meu amigo Luís pelas fotos enviadas.

Do amigo Luís muitas mais fotos irei colocar numa próxima oportunidade.

Bairro S. Paulo sempre! "Támos" juntos!

Foto: Luís

10 comentários:

Laura disse...

Olá!
Esta rua nunca sairá da minha memória, e sabes bem porquê!Nem me envergonho de o dizer, era onde esperava o meu rapaz, ahhh, naquela altura que envergonhadinha era, pudera, 15 anos, o amor lindo que todas sonhamos, um beijinho ou outro plo meio, mas, o encontro nessa rua era sagrado, junto às árvores centenárias ao pé da Padaria onde a diário ia buscar o paõ, de manhã e ao fim da tarde,que durante o dia dava pão aos pássaros dos telhados do Carmona, para poder ir comprar mais e, vê-lo, ehhh que aventura a minha... e lá chegava ele numa NSU, do trabalho,sei lá eu, era o Zé Henriques o teu vizinho...Hoje, dá-me para rir por tanta inocência, e ele portou-se sempre como um verdadeiro rapaz enamorado... o respietinho já na altura era muito bonito..Amei ver essa foto da tua e minha rua e lembro onde era a tua casa e parte de pessoas minhas amigas que por lá viviam!
A Casa Lisboa era o vosos ponto de encontro a quase toda a hora, e, raramente por lá passava que não estivessem lá os habituais frequentadores, ou seja, lembro o Henriques da Lambreta, que tinha já umas boas mechas de cabelos brancos e andava na tropa,namorava com uma nina que morava em cima das barrocas, o pai dela era camionista outro que tinha uma V5 acho eu, o resto eram rapazes da nossa idade, e fazia meu aquele caminho, nem que tivesse de ir a outra rua, dava a volta para passar ali, e claro que me seguiam com o olhar, e ficavam a falar, só que eu nem vos entendia, ehhhhhhh
Havia o pateira, o Alvaro e tantos outros, o teu mano lembro-me dele de o ver na D. Lina se lá ia tantas vezes, e ele lembra-se de mim do Suprema do pai da Ligia, enfim...
A Casa Sabú era onde comprava de tudo e onde tinha amigos queridos como a D. Palmira, o marido e as duas filhas e o senhor Freitas, empregado..céus, quem me dera vê-los...Alguém saberá deles?
Beijinho marius, e obrigada pelas fotos,deu saudade de rever..laura.

JAM disse...

Podem esquecer-se muitas passagens da vida, por vezes mais recentes e até mais importantes, mas existem memórias da juventude que permanecem até ao fim dos nossos dias! Abraços!

IN VERITAS disse...

o Bar Cravo...está quase igual...

vieira da silva disse...

Amigo Marius. Nunca conheci Angola. Mas com as tuas imagens, a tua música e as tuas palavras há momentos em que chego a sentir saudades dos tempos que não vivi.

Obrigado.

Um grande abraço do

vieira da silva

Leão Verde disse...

Olá mano,
cá estamos na rua e no bairro da nossa infância/adolescência/juventude.
Percorri o bairro através das imagens que colocaste e vi para mais longe do que essas fotos mostram, pois como bem o sabes sou um apaixonado daquela Luanda onde crescemos e nos tornamos homens. Nesta rua começaram os meus primeiros amores (os que foram e os que não foram), as primeiras amizades, as primeiras desilusões da vida, embora sendo novo, mas enfim. Tudo soubemos ultrapassar e um dia quero lá voltar, como diz o poema da música de fundo. Poderei não ter tempo universal para isso, mas esse é o meu desejo.
Continua com o teu mapa de imagens e a proporcionar satisfação e nostalgia a quem conheçam esse que foi o "nosso" bairro de S.Paulo.
Um abraço e Inté
Leão Verde

José Carlos Moutinho disse...

Mário...gostei do teu blog. Trouxe-me lembranças de lugares por onde passei. Textang, SMAE, ETC....
Um grande abraço!

josé carlos disse...

Ola
nesta rua vive alguns anos, até74+- e tambem na rua de benguela nos anos60,eu sou o carlos ,era mais puto e estava sempre nos matraquilhos nao sei se te lembras ,um abraço
jose carlos mota veiga e costa

Maria Petit disse...

Olá,,

Gostei da sua página e principalmente das imagens. Sou do Brasil e estou fazendo um trabalho sobre Luanda baseado no livro "A Cidade e a Infância" de José Luandino Veira. As imagens do Bairro São Paulo são de 2008? Você não teria imagens do mesmo bairro nos anos 1950, ou algum local (site) no qual eu pudesse encontrar tais imagens? Imagens como as que estão aqui, simples, sem aquele "olhar" de fotógrafo profissional, entende?

Ficaria muito feliz se me indicasse algo, de qualquer modo, agradeço a atenção!!

Um até logo aqui do Brasil!!

Maria

catarina disse...

Boas... sejam noites ou manhãs. Tenho uns parcos 38 anos e vivo em Luanda há 3 anos. Não posso deixar de me deleitar com as descrições mundanas de vidas passadas e marcadas por este ponto geográfico.
As vossas descrições de outrora preenchem a minha imaginação acerca de uma cidade que... me fez chorar quando passeei pela primeira vez por ela... Há três anos atrás!
Obrigada por partilharem!

catarina disse...

Boas... sejam noites ou manhãs. Tenho uns parcos 38 anos e vivo em Luanda há 3 anos. Não posso deixar de me deleitar com as descrições mundanas de vidas passadas e marcadas por este ponto geográfico.
As vossas descrições de outrora preenchem a minha imaginação acerca de uma cidade que... me fez chorar quando passeei pela primeira vez por ela... Há três anos atrás!
Obrigada por partilharem!